sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

I N T E R E S S E S




 O que na existência se faz por interesse? – Ou, o que na existência se faz sem interesse? – Esta é uma pergunta bem interessante. Vejamos então o assunto.

Interesses existem de todas as maneiras e formas. Existe o interesse direto como o indireto que tanto pode trazer vantagem ou não. O interesse, às vezes, está oculto e dele não nos damos conta sem uma análise profunda.

Há o interesse de existir materialmente para evoluir, por isso o espírito reencarna. Existe o interesse de continuar a existência, por isso respiramos e nos alimentamos; existe o interesse de permanecermos vivos, por isso, quando doentes, logo procuramos um meio para nossa cura, além do interesse de querermos nos livrar dos sofrimentos que a doença trás; existe até o interesse de morrer, quando a pessoa já bastante idosa ou bastante sofredora, debilitada e desesperança deseja a morte, com o interesse de querer se livrar dos padecimentos,  o interesse de evitar o sofrimento de seus parentes e ainda, o interesse de habitar o tão sonhado “céu”, prometido por Jesus para os justos.

Existem interesses diversos como o de se alimentar de acordo com seus gostos para satisfazer o paladar; o de beber este ou aquele líquido por lhe agradar o gosto ou pelo interesse de lhe dar coragem para alguma ação; o de vestir com determinada roupa para se apresentar bem e satisfazer a vaidade; o de calçar determinado sapato pelo conforto e prazer de estar na moda; o de usar um relógio para saber as horas; o de usar óculos, para ter o interesse da boa visão; o de cuidar do corpo para se sentir bem e ter saúde; o de trabalhar, para não depender dos outros e ter seu próprio dinheiro; o de agradar a uns e outros para ser simpático e estimado; o de locomover-se para exercitar-se, passear, resolver assuntos e dirigir-se para outro local; o de dormir para descansar o corpo e não prejudicar a saúde; o de se divertir para descontrair e não cair na depressão; o de falar para se comunicar com os outros; o de ouvir para saber das “fofocas”, das coisas ou para aprender; existe o interesse de constituir família por vários motivos: entre eles evitar a solidão, ter uma companhia para repartir tristezas, problemas e alegrias; consolidar afetos e dar continuidade a  família; temos o interesse de criar e educar os filhos para que se tornem bons cidadãos, constituam um lar e
perpetuem o nome da família.

Assim, desde o presidente do país até o mais humilde ser humano, o interesse sempre está presente, quando pensamos, falamos e fazemos ou deixamos de fazer alguma coisa. Até o simples fato de não se fazer nada, já demonstra o interesse oculto que é o de ser um parasita; assim mesmo há interesse nessa situação de inércia; o simples ato de respirar demonstra o interesse de continuar existindo.

Durante nossa existência, existem o interesse de crescer, de estudar, de trabalhar,  de ser importante,  de ter uma situação privilegiada,   de ter uma posição social,  de praticar o mal ou o bem,  etc.   A verdade é que toda e qualquer ação ou reação que praticamos, tem sempre um interesse direto ou indireto, claro ou oculto, que nos beneficia ou prejudica, ou a um nosso semelhante. O bebê chora porque tem interesse de alguma coisa; a criança pede, reclama e exige por algum interesse, o adolescente tem o interesse que o mundo lhe sirva às vontades, o adulto sempre está interessado em algo que sente fazer falta; no idoso, o interesse vai desde o carinho dos netos até o desejo de se libertar do velho corpo, com problemas de saúde, que lhe impossibilita os prazeres de outrora, desejando até a morte como descanso dos sofrimentos.

Existem interesses diversos movidos pelo prazer e desprazer, pela ambição e desprendimento, pelo orgulho, vaidade e humildade, pela ganância e simplicidade, pela mentira e pela verdade, pelo egoísmo e pela caridade, pelo ódio e pelo amor, assim como em nosso benefício e em benefício e prejuízo do nosso próximo. Até Jesus, ao vir a Terra e viver entre nós, também foi movido pelo interesse de fazer a vontade do Pai e, ainda, pelo desejo de ajudar a nós outros, pobres mortais ignorantes e atrasados. Foi por isso que Ele veio ao mundo e realizou como Mestre, o curso de aperfeiçoamento da existência e da evolução espiritual.

Não existe, portanto, essa de se dizer que se faz isto ou aquilo sem interesse. Se você tiver dúvidas ou não aceitar a idéia de que tudo se faz por interesse, pense em algo que você julga que não faz por interesse, e certamente vai descobrir o interesse oculto; é só procurar. Tudo o que fazemos consciente ou inconscientemente, por um desejo, um prazer, uma necessidade, um dever,  o fazemos por um interesse que se manifesta. Agora mesmo em que estou escrevendo este artigo, estou movido pelo interesse de transmitir esta minha opinião, de realizar este trabalho, mesmo sem o interesse de cobrar nada por esta exposição.  Se, vivemos na base do interesse, a nossa consciência é quem vai julgar se os nossos atos estão voltados para a maledicência, prejudicando nossa evolução; ou se estão voltados para a fraternidade, á caridade o bem, ajudando-nos na caminhada para a luz, o amor e o Reino Divino. São tantos os interesses que nos move durante a existência que seria até enfadonho continuar mencionando-os.

Mas, será que tudo é movido pelo interesse?

Pesquisando e analisando muito cheguei à conclusão até hoje, de que finalmente descobri uma coisa que não é movida pelo interesse, que é:  A SIMPATIA ou a ANTIPATIA, que sentimos instantaneamente, ao conhecermos uma outra pessoa. Esse fato não é movido pelo interesse, porque esse sentimento é espontâneo e já estava gravado no Espírito. Entretanto, no desenvolver desse sentimento, o interesse passa a existir. Exemplo: Ao conhecer certa pessoa e sentir simpatia ou amor por ela (como se diz; a primeira vista), nos vêm logo o interesse de saber o seu nome, de conhecê-la melhor, de nos tornarmos simpáticos a ela, de conquistarmos a sua amizade, de sabermos onde e como vive etc. etc.

Se, cientes dessa realidade, por que não procurarmos viver em paz com nossos semelhantes, seguindo os ensinamentos de Jesus? Por que não vivermos em harmonia com a Natureza e as Leis de Deus, fazendo o bem, se temos o interesse maior de merecer uma boa morada na Casa do Pai Celestial, quando da nossa partida da Terra? Seja você um interessado pela sua paz, harmonia e felicidade, fazendo dos seus interesses a escada para a sua felicidade beneficiando também o seu próximo, aqui na Terra para alcançar também a felicidade na Espiritualidade, para onde você, Espírito imortal, irá um dia, juntar-se aos seus entes queridos.

Desejo a todos que lerem este artigo, muita paz, harmonia e saúde. . .  é o meu interesse final.             


Jc.

S .Luís, 4/11/1998                                                                               Refeito em 22/11/2015                                                                     

  

ALGUMAS CURIOSIDADES





 As pessoas chamadas surdas-mudas de nascença são, na verdade, apenas surdas. Como não conseguem ouvir o som das palavras proferidas pelas pessoas, só aprendem a falar, através de métodos especiais.
A lenda do “Santo Gral”, cálice usado por Jesus na Última Ceia, conta que José de Arimatéia o teria guardado e nele colocado o sangue que escorreu de Jesus na cruz.
A maior ilha fluvial do mundo é a ilha do Bananal, no Rio Araguaia, em Goiás, com cerca de 20 mil quilômetros de área.
Em 1825, Portugal reconhece oficialmente a Independência do Brasil, mediante o pagamento de uma indenização no valor de 2 milhões de lira esterlina.
José Bonifácio de Andrada e Silva foi um dos mais famosos maçons, tendo papel decisivo para a Independência do Brasil.
No ano 100 da chamada Era Cristã o pergaminho já existia, entretanto só no século IX foi fabricado o primeiro livro em papel.
No passado, quem fazia o trabalho de dentistas eram os barbeiros.
O almirante inglês Alexander Cochrane foi o primeiro comandante da Marinha de Guerra Brasileira, designado em 1823 por ordem do então Imperador D. Pedro I.
O Brasil foi o segundo país do mundo a emitir selos. Em 1843, por determinação de D. Pedro II, começou a circular o selo “olho de boi”.
O Dia da Mulher é comemorado em 8 de março, em homenagem às 129 mulheres, operárias mortas nas reivindicações de 1908, por ordem dos patrões e da polícia.
Os menores países do mundo são: Vaticano (0,44 km2); Nauru (22 km2); Mônaco (1,89 km2); e San Marino (60,5 km2).
O tecido Nylon foi assim batizado em homenagem a New York e Londres.
Para equilibrar os nutrientes do seu organismo, uma vez por semana, coma uma verdura crua tipo cenoura, beterraba ou pepino.
Santos Dumont inventou o relógio de pulso para poder ver as horas enquanto voava.
Teresina, capital do Estado do Piauí, ganhou esse nome em homenagem à Imperatriz do Brasil, Dª Teresa Cristina.
Os benefícios da Batata Doce                                                            
1- Promove baixo índice glicêmico,    2- Ajuda a controlar o diabetes,
 3- Auxilia no emagrecimento,             4- Reduz o colesterol,             
 5- Regula a pressão arterial,               6- Fortalece o sistema imunológico,
7- É fonte de ferro, cálcio e vit. A, C, e E,        8- Fonte de carboidratos
 9- Auxilia na formação de colágeno         10- Ajuda a prevenir a anemia.

A lição do lápis: O menino observava o seu avô escrevendo em um caderno, e perguntou: - Vovô, você está escrevendo algo sobre mim? O avô sorriu, e disse ao netinho: Sim, estou escrevendo algo sobre você. Entretanto, mais importante do que as palavras que estou escrevendo, é o lápis que estou usando. Espero que você seja como ele, quando crescer. O menino olhou para o lápis, e não vendo nada de especial, intrigado, comentou: - Mas este lápis é igual a todos os outros que já vi. O que ele tem de tão especial? – Bem, depende do modo como você olha. Há cinco qualidades nele que, se você conseguir vivê-la, será uma pessoa de bem e em paz com o mundo – respondeu o avô. 
Primeira qualidade: Assim como o lápis, você pode fazer grandiosas coisas, mas nunca se esqueça de que existe uma “mão” que guia os seus passos, e que sem ela o lápis não tem qualquer utilidade: A mão de Deus.
Segunda qualidade: Assim como o lápis, de vez em quando  você vai ter que parar o que está escrevendo, e usar um “apontador”. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas ao final, ele se torna mais afiado. Portanto, saiba suportar as adversidades da existência, porque elas farão de você uma pessoa mais forte e melhor.
Terceira qualidade: Assim como o lápis, permita que se apague o que está errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é sempre algo mau, mas algo importante para nos trazer de volta ao caminho certo.
Quarta qualidade: Assim como o lápis, o que realmente importa não é a madeira ou a sua foram exterior, mas o grafite que está dentro dele. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você. O seu caráter será sempre mais importante que a sua aparência.
Finalmente, a quinta qualidade do lápis. Ele sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida deixará traços e marcas nas vidas das pessoas, portanto, procure ser consciente de cada ação, deixando um legado, e marcando positivamente a vida das pessoas. Afinal, nós temos este momento, o dia de hoje, e ainda, a existência.

A cúpula da Catedral de Santo Isaac na Rússia é revestida de outo puro.
A Guiana Francesa é o único local da América do Sul onde a moeda oficial é o euro.
A primeira bandeira da República do Brasil durou apenas quatro dias.
Um espirro espalha cerca de 40.000 gotículas infecciosas.
“A dúvida é o princípio da sabedoria”      ( Aristóteles)
“Não corrigir nossas falhas é o mesmo que cometer novos erros”      
                                                                                                    Confúcio
“O único lugar aonde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário”  
                                                                                      Einstein
Marion Robert Morrison era o nome do astro: John Wayne.

Alexandre Gustave Eiffel participou da construção da “Torre Eiffel” em Paris e da “Estátua da Liberdade” em Nova York.
O que mais me atrai nos animais, é que eles não usam palavras... Eles usam os sentimentos!                                                               
                                                                                         Chico Xavier

As cebolas fazem bem ao coração. Elas baixam o colesterol e a pressão sanguínea, afinam o sangue e reduzem o entupimento das artérias e o risco de câncer. Há séculos é um tratamento para diabetes cosida / crua.
 
O sol da meia noite é um fenômeno que ocorre perto dos polos, quando o sol não se põe durante 24 horas. Isso acontece porque a inclinação do eixo da Terra em relação a sua órbita faz com que o sol incida sobre os polos, em posições que se alteram de 6 em 6 meses.
Inventores e seus inventos: Alessandro Volta - Bateria Elétrica;  David Missel - Lanterna Elétrica; Emile Cohl – Desenho Animado; Henry Maudslay – Torno Mecânico;  Rudolf Diesel – Motor a Diesel; Zacarias Jansen – Microscópio; Santos Dumont – Relógio de Pulso.
Todos os fatos têm três versões:  A sua, a minha, e a verdadeira.

“Sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos.” 
                                                                          William Shakespeare

“O maior bem que se pode fazer a uma semente é enterrá-la.”
                                                                                       Augusto Cury
“Escrever é fácil. Você começa com uma letra maiúscula e termina com um  ponto final. No meio você coloca as ideias.”                                                                 
                                                                                      Pablo Neruda

“Não importa o quanto uma pessoa é boa; ela vai feri-lo de vez em quando  e você precisa perdoá-la por isso”.        
                                                                                     William Shakespeare

“A inteligência é o farol que nos guia, mas é a vontade que nos faz andar.”
                                                                       Erico Veríssimo

 Lance seu olhar para o infinito e, mesmo que as nuvens ou as lágrimas não lhe permitam ver as estrelas, diga como quem tem certeza:
Sou herdeiro das estrelas porque sou filho do Senhor,
Cultivo sonhos de beleza, na grandeza do Amor.

Com as estrelas eu sempre sonho e nelas vejo brilhar,   
A viva esperança de um dia, junto a elas poder estar.

Ver coisas tão sublimes da pátria espiritual,
Morada verdadeira do Espírito imortal.

Não importa o quanto espere, eu sei que não vou perdê-las,
Pois sou filho do Senhor, e herdeiro das estrelas...
                                                                                           Autor desconhecido.

Que Deus nos livre da falsidade;                                               
 Da inveja por trás de um sorriso,                                                               
 Do ódio disfarçado de amizade,
 Da maldade imitando a bondade.                                            

Bibliografia:
Diversas Fontes
+ Pequenas modificações.                                                                                       
                                                                  
Jc.
São Luís, 4/10/2015